FACEBOOK
POSTAGENS
Crie o seu avatar
PARCEIROS DO FOGE
Últimos assuntos
TWITTER

Redação VESTIBULINHO Tema: A importância da água para a humanidade

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Redação VESTIBULINHO Tema: A importância da água para a humanidade

Mensagem por Matheus Marques em Sex Nov 30, 2012 1:14 am

Estou me preparando para uma prova do Cotuca Unicamp, para ensino médio. O tenho dificuldades em redações por isso escolhi um tema bastante simples. Gostaria de receber críticas e sugestões para a escrita. Grato a toda ajuda.

TEXTOS MOTIVADORES

Ao longo da história, por muitas razões, a água — este elemento aparentemente comum — tem levado filósofos, poetas, cientistas, técnicos, políticos, etc, a reflexões que frequentemente se cruzam.



Texto 1

Misteriosa, santificada, purificadora, essencial. Através dos tempos, a água foi perdendo o caráter divino ressaltado na mitologia e na religiosidade dos povos primitivos e assumindo uma face utilitarista na civilização moderna. Cada vez mais desprezada, desperdiçada e poluída, atingiu um nível perigoso para a saúde pública. Divina ou profana, ninguém nega sua importância para a sobrevivência do homem, seu maior predador. Como se ensaiasse um suicídio, a humanidade está matando e extinguindo o elemento responsável pelo fim do mundo da tradição bíblica. E não haverá arca de Noé capaz de salvar aqueles que lutam ou se omitem na defesa do meio ambiente. Escolha a catástrofe: novo dilúvio universal com o derretimento da calota polar; envenenamento da humanidade com as substâncias tóxicas nos mananciais; chuva ácida; ou simplesmente a sede internacional pelo desaparecimento de água potável.
(João Marcos Rainho, "Planeta água", in: Educação, ano 26, nº 221, setembro de 1999, p. 48.)

Texto 2

A água tem sido vital para o desenvolvimento e a sobrevivência da civilização. As primeiras grandes civilizações surgiram nos vales dos grandes rios — vale do Nilo no Egito, vale do Tigre-Eufrates na Mesopotâmia, vale do Indo no Paquistão, vale do rio Amarelo na China. Todas essas civilizações construíram grandes sistemas de irrigação, tomaram o solo produtivo e prosperaram. (Enciclopédia Delta Universal, vol. 1, p. 186.)

Texto 3

Após 229 anos, o mesmo rio que inspirou o povoamento e deu nome à cidade torna-se o principal vetor de desenvolvimento, passando a integrar a Hidro-via Tietê-Paraná, interligando-se ao porto de Santos, por via férrea, e ao polo Petroquímico de Paulínia. Como marco zero da hidrovia, o porto de Artemis será o portal do Mercosul. (...) Logo após a Segunda Guerra Mundial, o Estado de São Paulo iniciou a construção de barragens no rio Tietê, para gerar energia elétrica, porém dotadas de eclusas, um investimento a longo prazo. (www.piracicaba.gov.br/portugues/hidrovia)

Texto 4

No que concerne à concepção mesma de salubridade, é possível notar que se, na primeira metade do século XIX, os médicos continuam a ter um papel importante no desenvolvimento de uma nova sensibilidade em relação ao urbano e às habitações em particular, são os engenheiros, contudo, aqueles que são responsáveis por trazer uma resposta prática aos problemas desencadeados pela falta de higiene. Por isso, é do saber deles que depende essencialmente o novo modo de gestão urbana que se esboça nesta época: “As grandes medidas de prevenção — a drenagem, a viabilização das ruas e das casas graças à água e à melhoria do sistema de esgotos, a adoção de um sistema mais eficaz de coleta do lixo — são operações que recorrem à ciência do engenheiro e não do médico, que tinha cumprido sua tarefa quando assinalou quais as doenças que resultaram de carências neste domínio e quando aliviou o sofrimento das vítimas".
(François Beguin, "As maquinarias inglesas do conforto", in: Políticas do habitat, 1800-1850.)

Texto 5

Os progressos da higiene íntima efetivamente revolucionaram a vida privada. Múltiplos fatores contribuem, desde os primórdios do século [XVIII], para acentuar as antigas exigências de limpeza, que germinaram no interior do espaço dos conventos. Tanto as descobertas dos mecanismos da transpiração como o grande sucesso da teoria infeccionista levam a se acentuar os perigos da obstrução dos poros pela sujeira, portadora de miasmas. (...) A reconhecida influência do físico sobre o moral valoriza e recomenda o limpo. Novas exigências sensíveis rejuvenescem a civilidade; a acentuada delicadeza das elites, o desejo de manter à distância o dejeto orgânico, que lembra a animalidade, o pecado, a morte, em resumo, os cuidados de purificação aceleram o progresso. Este é estimulado igualmente pela vontade de distinguir-se do imundo zé-povinho. (...) Em contrapartida, muitas crenças incitam à prudência. A água, cujos efeitos sobre o físico e o moral são superestimados, reclama precauções. Normas extremamente estritas regulam a prática do banho conforme o sexo, a idade, o temperamento e a profissão. A preocupação de evitar a languidez, a complacência, o olhar para si (...) limita a extensão de tais práticas. A relação na época firmemente estabelecida entre água e esterilidade dificulta o avanço da higiene íntima da mulher.
Entretanto, o progresso esgueira-se aos poucos, das classes superiores para a pequena burguesia. Os empregados domésticos contribuem inclusive para a iniciação de uma pequena parcela do povo; mas ainda não se trata de nada mais que uma higiene fragmentada. Lavam-se com frequência as mãos; todos os dias o rosto e os dentes, ou pelo menos os dentes da frente; os pés uma ou duas vezes por mês; a cabeça, jamais. O ritmo menstrual continua a regular o calendário do banho.
(Alain Corbain, "O segredo do indivíduo", in: História da vida privada (voL 4: Da Revolução Francesa à Primeira Guerra) [1987]. São Paulo, Companhia das letras, p. 443-4.)

Texto 6

A filosofia grega parece começar com uma ideia absurda, com a proposição: a água é a origem e a matriz de todas as coisas. Será mesmo necessário deter-nos nela e levá-la a sério? Sim, e por três razões: em primeiro lugar, porque essa proposição enuncia algo sobre a origem das coisas; em segundo lugar, porque o faz sem imagem e fabulação; e enfim, em terceiro lugar, porque nela, embora apenas em estado de crisálida, está contido o pensamento: "Tudo é um”.
(Friedrich Nietzsche, "Os filósofos trágicos", in: Os pré-socráticos, Col. Os pensadores. São Paulo, Abril Cultural, p. 16.)

REDAÇÃO

Água: A Fonte de Vida Terrestre

A água é a substância em maior abundância, e a mais importante do planeta. Sem sua existência não haveria condições para ter vida na Terra, portanto, a humanidade não existiria. Tal situação de dependência deveria nos conduzir a preserva-la, porém isso não está acontecendo.

A água potável, que podemos utilizar no nosso dia-a-dia, em quantidade é pouquíssima: 0,3% de toda a água do planeta, vindo de rios, fontes e repressas em sua maioria. O problema é que a água não retorna a sua origem no mesmo modo que a retiramos, onde esses índices tendem a diminuir.

Meios de extração de água vêm sendo explorados com criação de hidrelétricas, e poluídos com lixo jogado pela população como, por exemplo, o rio Tietê de São Paulo que se encontra em estado crítico. Tal modo os torna inapropriados para o consumo.

Boa parte da população ainda não está ciente do problema, e ao ver em suas casas sempre água em abundância não se preocupa com os problemas com a água atualmente, e que no futuro, na geração de nossos filhos e netos, se o descaso continuar ela irá se acabando pouco a pouco onde todos sofreriam e acabariam morrendo pelas irresponsabilidades cometidas pelos antepassados, ou seja, as pessoas de hoje.

Em suma, acreditamos que se o governo, investindo em programas como o tratamento da água já utilizada e buscando meios de dessalinização menos prejudiciais, atuaria juntamente com a população, que preservaria com simples medidas, criando novas soluções e apoiando-as podemos amenizar essa perda, assim, garantir vida a nossas futuras gerações.

Matheus Marques
Sou nível 1
Sou nível 1

Mensagens: 4
Data de inscrição: 30/11/2012

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Redação VESTIBULINHO Tema: A importância da água para a humanidade

Mensagem por Davidson Heisler em Seg Dez 03, 2012 1:20 pm

Água: A Fonte de Vida Terrestre

A água é a substância em maior abundância, e a mais importante do planeta. Sem sua existência não haveria condições para ter vida na Terra, portanto, a humanidade não existiria. Tal situação de dependência deveria nos conduzir a preserva-la, porém isso não está acontecendo.
* Os pronomes possessivos "seu(s) e sua(s) tendem, na maioria das vezes, à ambiguidade.

A água potável, que podemos utilizar no nosso dia-a-dia, em quantidade é pouquíssima: 0,3% de toda a água do planeta, vindo de rios, fontes e repressas em sua maioria. O problema é que a água não retorna a sua origem no mesmo modo que a retiramos, onde esses índices tendem a diminuir.
* "dia a dia, sem hífen de acordo com a nova regra ortográfica.
* Você poderia ter explanado o último período melhor.

Meios de extração de água vêm sendo explorados com criação de hidrelétricas, e poluídos com lixo jogado pela população como, por exemplo, o rio Tietê de São Paulo que se encontra em estado crítico. Tal modo os torna inapropriados para o consumo.
* Esse parágrafo apresentou falta de coerência externa quando você cita a parte das hidrelétricas.
* Ou é como, ou por exemplo. O uso dos dois fica redundante.

Boa parte da população ainda não está ciente do problema, e ao ver em suas casas sempre água em abundância não se preocupa com os problemas com a água, atualmente, e que no futuro, na geração de nossos filhos e netos, se o descaso continuar ela irá se acabarndo pouco a pouco onde todos sofreriam e acabariam morrendo pelas irresponsabilidades cometidas pelos antepassados, ou seja, as pessoas de hoje.
* O trecho grifado no primeiro período apresenta falta de coerência externa.
* Só utilize o pronome "onde" quando se referir a lugar.
* Perceba que esse parágrafo só teve um ponto final, poderia ter colocado pelo menos mais um. Além disso, você está sendo muito radical ao culpar somente os antepassados.

* Os antepassados são os do tempo presente? São os pertencentes as gerações passadas.

Em suma, acreditamos que se o governo, investindo em programas como o tratamento da água já utilizada e buscando meios de dessalinização menos prejudiciais, atuaria juntamente com a população, que preservaria com simples medidas, criando novas soluções e apoiando-as podemos amenizar essa perda, assim, garantir vida a nossas futuras gerações.
* A conclusão apresentou erro de coerência externa e ficou também superficial.
* Houve falta de paralelismo entre alguns tempos verbais.
* Cuidado com os erros e gerundismo inapropriado no texto.

A redação não apresentou uma boa progressão das ideias, alguns aspectos abordados não condizem com a realidade. Reforce a gramática e os aspectos textuais.

RECOMENDAÇÕES: Leia PLANEJAMENTO DA REDAÇÃO, assista todos os vídeos em VÍDEOS DE REDAÇÃO, pratique bastante em TREINANDO A ARGUMENTAÇÃO. Leia também algumas REDAÇÕES ACIMA DA MÉDIA, para que você ver como deve ser estruturado um texto dissertativo. Qualquer coisa estou à disposição, abraços.


Pertinência ao tema proposto: 30 Pontos
Argumentação coerente das idéias e informatividade: 30 Pontos

Adequação no uso dos articuladores: 10 Pontos
Propriedade vocabular: 10 Pontos
Correção linguística (Morfossintaxe), pontuação, ortografia e acentuação: 20 Pontos
Total: 100 Pontos

SUA NOTA:

Pertinência ao tema proposto: 9 Pontos
Argumentação coerente das idéias e informatividade: 6 Pontos
Adequação no uso dos articuladores: 7 Pontos
Propriedade vocabular: 5 Pontos
Correção linguística (Morfossintaxe), pontuação, ortografia e acentuação:17 Pontos

NOTA FINAL:
44

NÍVEIS DE QUALIDADE DO TEXTO

00 a 19 = PÉSSIMO TEXTO

20 a 49 = TEXTO RUIM

50 a 69 = TEXTO FRACO
70 a 79 = TEXTO INTERMEDIÁRIO (BOM E FRACO)

80 a 89 = BOM TEXTO

90 a 94 = MUITO BOM TEXTO

95 a 98 = ÓTIMO TEXTO
99 a 100 = EXCELENTE TEXTO


Última edição por Davidson Admin em Seg Dez 03, 2012 7:52 pm, editado 1 vez(es)

Davidson Heisler
1º Gestor Máximo
1º Gestor Máximo

Mensagens: 1197
Data de inscrição: 01/11/2012
Localização: Minas Gerais

Ver perfil do usuário http://foge.forum-livre.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Redação VESTIBULINHO Tema: A importância da água para a humanidade

Mensagem por Matheus Marques em Seg Dez 03, 2012 7:36 pm

Valeu pela correção cara, me surpreenderam. Very Happy
Vou melhorar nisso que vc me falou e postarei mais alguma com um tema diferente.
Muito obrigado me ajudou bastante.

Matheus Marques
Sou nível 1
Sou nível 1

Mensagens: 4
Data de inscrição: 30/11/2012

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum