FACEBOOK
Os membros mais ativos do mês
joseskt1
 
carlitoitapiru
 
amandaleao
 

TWITTER

A persistência do racismo na sociedade brasileira

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Resolvido A persistência do racismo na sociedade brasileira

Mensagem por WalMenezes em Sex 15 Jul 2016, 21:38

Textos motivadores:
TEXTO I
Denomina-se cultura afro-brasileira o conjunto de manifestações culturais do Brasil que sofreram algum grau de influência da cultura africana desde os tempos do Brasil colônia até a atualidade. A cultura da África chegou ao Brasil, em sua maior parte, trazida pela escravidão africana na época do tráfico transatlântico de escravos. Traços fortes da cultura africana podem ser encontrados hoje em variados aspectos da cultura brasileira, como a música popular, a religião, a culinária, o folclore e as festividades populares.
TEXTO II
Anos de escravidão, lutas por liberdade e ainda hoje a população negra sofre com o preconceito e a falta de respeito por suas tradições. (…). A destruição de terreiros, ofensas, invasões e manifestação de ódio e intolerância mostram o retrocesso de parte da sociedade brasileira que teima em contestar a diversidade cultural de um país formado da intensa mistura de etnias. (…) ”Toda riqueza cultural das tradições afro-brasileiras não é mostrada porque não temos espaço na mídia para exibir o que os povos de terreiro têm de melhor”, pontua Pontes. O militante e iniciado no Candomblé ressalta também o infeliz hábito dos meios de comunicação brasileiros de reproduzir imagens ruins que não condizem com o que de fato acontece dentro dos terreiros. Mais do que isso, nas poucas vezes em que o debate relacionado ao universo cultural afro-brasileiro chega à grande mídia, o que se vê são produções carregadas de estereótipos, e o povo negro sendo alvo de piadas e desrespeito. (…) “Para mudar essa realidade, temos que combater a raiz da intolerância, que para mim é o racismo. Historicamente, a sociedade negou a cultura, religião e identidade do negro para negar a sua humanidade e justificar até mesmo a escravidão”, alerta Marina Duarte de Souza, jornalista e produtora cultural.
TEXTO III
O IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) estima que 93 milhões de pessoas se autodeclaram brancas, o que representa total de 46,1% da população. Segundo a Pnad 2013 (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios), 45% dos brasileiros se declaram pardos, e 8,1% da população se diz preta.
TEXTO IV
Há uma máxima que diz que todo brasileiro tem o pezinho na África. Mas alguns têm bem mais do que isso. “Têm o pé, a perna, a alma, o coração. Um estudo mostrou que, numa determinada época, havia aqui um europeu para cada africano. Isso mostra que também fomos colonizados por eles, tanto que vemos a presença muito forte da África na nossa culinária, na nossa música, no nosso vocabulário e até na nossa cor”, ressalta o jornalista Carlos Alberto Jr., diretor de um projeto que tenta detectar as origens africanas de 150 brasileiros.

 Redação:
 
      O Brasil é conhecido internacionalmente como um país rico no que diz respeito a sua diversidade cultural. Tal fato advém da época da colonização do território brasileiro, iniciada no século XVI. Com a vinda dos portugueses e o posterior tráfico de escravos africanos o país, que já contava com a população indígena, se tornou um palco privilegiado para a miscigenação, tanto biológica quanto de costumes, hábitos e comportamentos. Apesar de ter tido um importante papel na formação da cultura brasileira tal como é hoje, a cultura africana, assim como os afro-descendentes, tem sido alvo de intolerância e preconceito durante toda a história de nosso país, até mesmo em pleno século XXI.
 
       O racismo no Brasil tem suas raízes na época da escravidão, quando os africanos e suas práticas culturais foram tidos como inferiores e desprovidos de humanidade. A assinatura da lei Áurea, em 1888, não garantiu a efetiva inclusão dos ex-escravos na sociedade, contribuindo para a marginalização destes. Apesar do preconceito racial ter diminuído significativamente nos últimos anos, ele ainda é um problema a ser discutido. De tempos em tempos casos de preconceito como o da jornalista Maria Júlia, da rede Globo, eclodem na mídia, mostrando como o racismo ainda persiste na atualidade.
 
       Entretanto, é o preconceito vedado (silencioso) o mais preocupante, na medida em que atinge milhares de pessoas negras, que constituem mais da metade da população, expondo-as a uma situação de violência estrutural. Essa violência pode ser constatada quando observamos que a grande maioria desses negros são pobres, moradores das periferias, trabalham em empregos inferiores e possuem uma formação educacional deficiente.
 
     Para que este quadro se reverta é preciso que o governo invista em políticas públicas que busquem suprir as precariedades do povo negro, começando com o incentivo a uma educação pública de qualidade e conscientizadora, e que valorize a cultura afro-brasileira.
 

Para ser corrigido com os critérios do ENEM.

WalMenezes
Sou nível 1
Sou nível 1

Mensagens : 3
Data de inscrição : 15/07/2016
Idade : 16

Voltar ao Topo Ir em baixo

Resolvido Re: A persistência do racismo na sociedade brasileira

Mensagem por LuhFurlan em Dom 17 Jul 2016, 16:37

Correção Não Oficial - Opinião (Critérios ENEM) escreveu:
 
      O Brasil é conhecido internacionalmente como um país rico no que diz respeito a sua diversidade cultural. Tal fato advém da época da colonização do território brasileiro, iniciada no século XVI.*muito bom* Com a vinda dos portugueses e o posterior tráfico de escravos africanos o país, que já contava com a população indígena, se tornou um palco privilegiado para a miscigenação, tanto biológica quanto de costumes, hábitos e comportamentos. Apesar de ter tido um importante papel na formação da cultura brasileira tal como é hoje, a cultura africana, assim como os afro-descendentes, tem sido alvo de intolerância e preconceito durante toda a história de nosso país, até mesmo em pleno século XXI.
 
       O racismo no Brasil tem suas raízes na época da escravidão, quando os africanos e suas práticas culturais foram tidos como inferiores e desprovidos de humanidade. A assinatura da lei Áurea, em 1888, não garantiu a efetiva inclusão dos ex-escravos na sociedade, contribuindo para a marginalização destes. Apesar do preconceito racial ter diminuído significativamente nos últimos anos, ele ainda é um problema a ser discutido. De tempos em tempos casos de preconceito como o da jornalista Maria Júlia, da rede Globo, eclodem na mídia, mostrando como o racismo ainda persiste na atualidade. *muito bom*
 
       Entretanto, é o preconceito vedado (silencioso) o mais preocupante, na medida em que atinge milhares de pessoas negras, que constituem mais da metade da população, expondo-as a uma situação de violência estrutural. Essa violência pode ser constatada quando observamos que a grande maioria desses negros são pobres, moradores das periferias, trabalham em empregos inferiores e possuem uma formação educacional deficiente.
 
     Para que este quadro se reverta é preciso que o governo invista em políticas públicas que busquem suprir as precariedades do povo negro, começando com o incentivo a uma educação pública de qualidade e conscientizadora, e que valorize a cultura afro-brasileira.
 
COMENTÁRIO 
Realmente o seu texto está muito bom, principalmente no quesito linguagem formal e argumentação. Você usou exemplos maravilhosos para fortalecer as suas convicções, como a analogia á colonização do Brasil e aos casos mais atuais, como a de Maria Júlia. Você soube articular bem essas ideias, isso é excelente, parabéns! Eu só acho que a sua estrutura textual poderia estar melhor: o seu primeiro parágrafo, introdução, que costuma ser o mais curto, é o mais longo. Isso a gente deve evitar justamente para fortalecer o desenvolvimento, que é o principal. Você poderia ter colocado exatamente a ideia da sua introdução em outra forma no segundo parágrafo. Seu erro não foi a ideia colocada, e sim, a estrutura. Eu senti falta também das SUAS ideias. Você colocou sim casos favoráveis a seu texto, mas eu senti falta de uma opinião sua própria. Tem, mas poderia ter bem mais. Só cuidado com isso. Na conclusão você poderia ter ido um pouco mais além, por exemplo, junto com o seu argumento, sugerir a inclusão de um maior ensino de História da Cultura Africana, que é um tema debatido hoje. Só uma sugestão, não está ruim a sua conclusão. Está mediana. No restante, seu texto está impecável, parabéns!! Smile Smile 

Critério 01: Domínio da Linguagem Formal: 190
Critério 02: Compreensão da Proposta: 180
Critério 03: Seleção, Organização de Fatos/Argumentos: 160
Critério 04: Domínio dos Mecanismos Linguísticos: 160
Critério 05: Apresentar Proposta de Intervenção: 150

Nota Final: 840 Smile  


LuhFurlan
Sou nível 2
Sou nível 2

Mensagens : 7
Data de inscrição : 20/11/2015
Idade : 18

Voltar ao Topo Ir em baixo

Resolvido Re: A persistência do racismo na sociedade brasileira

Mensagem por Vinicius Otoni em Sex 22 Jul 2016, 03:43

Caro Membro,

O seu texto está de acordo com as regras e recomendações propostas pelo Clube: http://www.clubedosestudantes.com/t1617-orientacoes-para-postar-o-seu-texto

Aqui no site, é permitida a Correção Colaborativa, ou seja, os membros podem corrigir as redações um dos outros. De qualquer forma, os nossos corretores oficiais irão avaliar o seu texto. Demais membros: gentileza ficarem à vontade para opinar sobre essa redação, antes e após a correção oficial!

Texto liberado para correção!

Atenciosamente,
Vinicius Otoni.

___________________________________________________________

www.clubedosestudantes.com
Olá Convidado,



Leia o Regulamento do Fórum e evite penalizações.
Conheça os integrantes do Clube e trabalhe conosco.
Aprenda a utilizar o fórum. Veja as instruções da FAQ.





Vinicius Otoni
Auditor Máximo
Auditor Máximo

Mensagens : 1847
Data de inscrição : 13/02/2013

Voltar ao Topo Ir em baixo

Resolvido Re: A persistência do racismo na sociedade brasileira

Mensagem por Juliana Gavassi em Ter 26 Jul 2016, 21:46

Olá,

Segue a versão gratuita de correção. Para uma correção mais detalhada, será necessário adquirir um Serviço Premium que estará disponível em breve. Nosso sistema de Correção Colaborativa permite que membros comentem a correção de outros membros. Portanto, você pode enviar uma Mensagem Privada, por exemplo, para alguns membros e pedir para que eles avaliem o seu texto, depois faça o mesmo com o texto deles. O membro que comenta a redação dos outros poderá ter o seu texto corrigido mais rapidamente pelos corretores oficiais.


COMPETÊNCIA
CRITÉRIOS (níveis)
 
 
 


I
Demonstrar domínio da norma padrão da língua escrita
0. Demonstra desconhecimento da norma padrão, de escolha de registro e de convenções da escrita
1. Demonstra domínio insuficiente da norma padrão, apresentando graves e frequentes desvios gramaticais, de escolha de registro e de convenções da escrita.
2. Demonstra domínio mediano da norma padrão, apresentando muitos desvios gramaticais, de escolha de registro e de convenções da escrita.
3. Demonstra domínio adequado da norma padrão, apresentando alguns desvios gramaticais e de convenções da escrita.
4. Demonstra bom domínio da norma padrão, com poucos desvios gramaticais e de convenções da escrita.
5. Demonstra excelente domínio da norma padrão, não apresentando ou apresentando escassos desvios gramaticais e de convenções da escrita.
 
 


II
Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.
0. Foge ao tema proposto.
1. Desenvolve de maneira tangencial o tema ou apresenta inadequação ao tipo textual dissertativo- argumentativo.
2. Desenvolve de forma mediana o tema a partir de argumentos do senso comum, cópias dos textos motivadores ou apresenta domínio precário do tipo textual dissertativo-argumentativo.
3. Desenvolve de forma adequada o tema, a partir de argumentação previsível e apresenta domínio adequado do  tipo
textual dissertativo-argumentativo.
4. Desenvolve bem o tema a partir de argumentação consistente e apresenta bom domínio do tipo textual dissertativo-argumentativo.
5. Desenvolve muito bem o tema com argumentação consistente, além de apresentar excelente domínio do tipo textual
dissertativo-argumentativo, a partir de um repertório sociocultural produtivo.
 
 
 


III
Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.
0. Não defende ponto de vista e apresenta informações, fatos, opiniões e argumentos incoerentes.
1. Não defende ponto de vista e apresenta informações, fatos, opiniões e argumentos pouco relacionados ao tema.
2. Apresenta informações, fatos e opiniões, ainda que pertinentes ao tema proposto, com pouca articulação e/ou com contradições, ou limita-se a reproduzir os argumentos constantes na proposta de redação em defesa de seu ponto de vista.
3. Apresenta informações, fatos, opiniões e argumentos pertinentes ao tema proposto, porém pouco organizados e relacionados de forma pouco consistente em defesa de seu ponto de vista.
4. Seleciona, organiza e relaciona informações, fatos, opiniões e argumentos pertinentes ao tema proposto de forma consistente, com indícios de autoria, em defesa de seu ponto de vista.
5. Seleciona, organiza e relaciona informações, fatos, opiniões e argumentos pertinentes ao tema proposto de forma consistente, configurando autoria, em defesa de seu ponto de vista.
 


IV
Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.
0. Apresenta informações desconexas, que não se configuram como texto.
1. Não articula as partes do texto ou as articula de forma precária e/ou inadequada.
2. Articula as partes do texto, porém com muitas inadequações na utilização dos recursos coesivos.
3. Articula as partes do texto, porém com algumas inadequações na utilização dos recursos coesivos.
4. Articula as partes do texto, com poucas inadequações na utilização de recursos coesivos.
5. Articula as partes do texto, sem inadequações na utilização dos recursos coesivos.
 


V
Elaborar proposta de solução para o problema abordado, respeitando os valores humanos e considerando a diversidade sociocultural.
0. Não elabora proposta de intervenção.
1. Elabora proposta de intervenção tangencial ao tema ou a deixa subentendida no texto.
2. Elabora proposta de intervenção de forma precária ou relacionada ao tema mas não articulada com a discussão desenvolvida no texto.
3. Elabora proposta de intervenção relacionada ao tema mas pouco articulada à discussão desenvolvida no texto.
4. Elabora proposta de intervenção relacionada ao tema e bem articulada à discussão desenvolvida no texto.
5. Elabora proposta de intervenção relacionada ao tema e bem articulada à discussão desenvolvida em seu texto, com detalhamento.
Aspectos considerados na avaliação de cada competência


Comp. Ia)  Adequação ao registro
•   Grau de formalidade
•   Variedade linguística adequada ao tipo de texto e à situação de
interlocução.
b) Norma gramatical
•  Sintaxe de concordância, regência e colocação
•  Pontuação
•  Flexão
c) Convenções da escrita
•  Escrita das palavras (ortografia, acentuação)
•  Maiúsculas/minúsculas
Comp. IIa) Tema
•  Compreensão da proposta
•  Desenvolvimento do tema a partir de um projeto de texto.
b) Estrutura
•   Encadeamento das partes do texto
•   Progressão temática
 
Comp. IIIa) Coerência textual (organização do texto quanto à sua lógica in- terna e externa)b) Argumentatividadec)  Indícios de autoria
•  Presença de marcas pessoais manifestas no desenvolvimento temático e na organização textual.
Comp. IVa)  Coesão lexical
•  Adequação no uso de recursos lexicais, tais como: sinônimos, hiperônimos, repetição, reiteração etc.
b) Coesão gramatical

• Adequação no emprego de conectivos, tempos verbais, pontuação, sequência temporal, relações anafóricas, conectores intervocabulares, interparágrafos etc.
 
Comp. VCidadania ativa com proposta solidária, compartilhada e inovadora.  
NOTA: 720 Pontos em 1000 possíveis

___________________________________________________________

www.clubedosestudantes.com
Olá Convidado,



Leia o Regulamento do Fórum e evite penalizações.
Conheça os integrantes do Clube e trabalhe conosco.
Aprenda a utilizar o fórum. Veja as instruções da FAQ.





Juliana Gavassi
Corretora (Diretora) do Clube
Corretora (Diretora) do Clube

Mensagens : 656
Data de inscrição : 09/05/2014
Idade : 25

Voltar ao Topo Ir em baixo

Resolvido Re: A persistência do racismo na sociedade brasileira

Mensagem por Conteúdo patrocinado Hoje à(s) 21:24


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum