FACEBOOK
Os membros mais ativos do mês

TWITTER

O trabalho infantil na realidade brasileira

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Resolvido O trabalho infantil na realidade brasileira

Mensagem por Gabriel Lucas de Castro em Sex 22 Jul 2016, 21:55

Trabalho e infância: um problema de gerações


Desde a instauração do ECA no ano de 1990, diversos órgãos e entidades de proteção à criança discutem parâmetros e medidas para identificar situações de trabalho infantil no país, sendo este uma das piores formas de exploração e violação dos direitos da criança e do adolescente, além de, infelizmente, ainda contar com a omissão e até mesmo com o consentimento de parte da sociedade brasileira.

No ano de 2012, um levantamento realizado pela Pnad apontou que pelo menos 3,5 milhões de crianças entre 5 e 17 anos trabalham, sendo que grande parte destas acabam por abandonar os estudos e, não raro, se expõe a situações de insalubridade e desvalorização moral em suas atividades, casos estes que ferem o Estatuto da Criança e do Adolescente e revelam a urgência na implementação de medidas para combater esse tipo de crime.

Os números apontados anteriormente podem ser justificados tanto nos casos de exploração e imposição desses menores ao trabalho forçado, caracterizando situação de escravidão, quanto nos processos de socialização e de construção do caráter moral das gerações mais velhas, uma vez que estas chegam a apoiar algumas formas de trabalho infantil, com o discurso de que já trabalhavam quando crianças e que essa é a melhor forma de manter crianças e jovens longe da marginalidade, pregando assim a moralização trabalhista e difundindo os valores capitalistas contemporâneos.

Com isso, é evidente que a questão do trabalho infantil não deve ser combatida apenas pela intervenção dos artifícios legais em locais onde ocorre esse tipo de exploração, mas também através da conscientização social da população, através das mídias e publicidades, em relação aos malefícios do trabalho infantil na formação de nossas crianças e adolescentes. Educar e conscientizar são os melhores meios para findar com as formas de exploração e usurpação da puerícia brasileira.
avatar
Gabriel Lucas de Castro
Sou nível 1
Sou nível 1

Mensagens : 5
Data de inscrição : 15/07/2016
Idade : 17

Voltar ao Topo Ir em baixo

Resolvido Re: O trabalho infantil na realidade brasileira

Mensagem por Juliana Gavassi em Ter 26 Jul 2016, 21:41

Olá,

Segue a versão gratuita de correção. Para uma correção mais detalhada, será necessário adquirir um Serviço Premium que estará disponível em breve. Nosso sistema de Correção Colaborativa permite que membros comentem a correção de outros membros. Portanto, você pode enviar uma Mensagem Privada, por exemplo, para alguns membros e pedir para que eles avaliem o seu texto, depois faça o mesmo com o texto deles. O membro que comenta a redação dos outros poderá ter o seu texto corrigido mais rapidamente pelos corretores oficiais.


COMPETÊNCIA
CRITÉRIOS (níveis)
 
 
 


I
Demonstrar domínio da norma padrão da língua escrita
0. Demonstra desconhecimento da norma padrão, de escolha de registro e de convenções da escrita
1. Demonstra domínio insuficiente da norma padrão, apresentando graves e frequentes desvios gramaticais, de escolha de registro e de convenções da escrita.
2. Demonstra domínio mediano da norma padrão, apresentando muitos desvios gramaticais, de escolha de registro e de convenções da escrita.
3. Demonstra domínio adequado da norma padrão, apresentando alguns desvios gramaticais e de convenções da escrita.
4. Demonstra bom domínio da norma padrão, com poucos desvios gramaticais e de convenções da escrita.
5. Demonstra excelente domínio da norma padrão, não apresentando ou apresentando escassos desvios gramaticais e de convenções da escrita.
 
 


II
Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.
0. Foge ao tema proposto.
1. Desenvolve de maneira tangencial o tema ou apresenta inadequação ao tipo textual dissertativo- argumentativo.
2. Desenvolve de forma mediana o tema a partir de argumentos do senso comum, cópias dos textos motivadores ou apresenta domínio precário do tipo textual dissertativo-argumentativo.
3. Desenvolve de forma adequada o tema, a partir de argumentação previsível e apresenta domínio adequado do  tipo
textual dissertativo-argumentativo.
4. Desenvolve bem o tema a partir de argumentação consistente e apresenta bom domínio do tipo textual dissertativo-argumentativo.
5. Desenvolve muito bem o tema com argumentação consistente, além de apresentar excelente domínio do tipo textual
dissertativo-argumentativo, a partir de um repertório sociocultural produtivo.
 
 
 


III
Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.
0. Não defende ponto de vista e apresenta informações, fatos, opiniões e argumentos incoerentes.
1. Não defende ponto de vista e apresenta informações, fatos, opiniões e argumentos pouco relacionados ao tema.
2. Apresenta informações, fatos e opiniões, ainda que pertinentes ao tema proposto, com pouca articulação e/ou com contradições, ou limita-se a reproduzir os argumentos constantes na proposta de redação em defesa de seu ponto de vista.
3. Apresenta informações, fatos, opiniões e argumentos pertinentes ao tema proposto, porém pouco organizados e relacionados de forma pouco consistente em defesa de seu ponto de vista.
4. Seleciona, organiza e relaciona informações, fatos, opiniões e argumentos pertinentes ao tema proposto de forma consistente, com indícios de autoria, em defesa de seu ponto de vista.
5. Seleciona, organiza e relaciona informações, fatos, opiniões e argumentos pertinentes ao tema proposto de forma consistente, configurando autoria, em defesa de seu ponto de vista.
 


IV
Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.
0. Apresenta informações desconexas, que não se configuram como texto.
1. Não articula as partes do texto ou as articula de forma precária e/ou inadequada.
2. Articula as partes do texto, porém com muitas inadequações na utilização dos recursos coesivos.
3. Articula as partes do texto, porém com algumas inadequações na utilização dos recursos coesivos.
4. Articula as partes do texto, com poucas inadequações na utilização de recursos coesivos.
5. Articula as partes do texto, sem inadequações na utilização dos recursos coesivos.
 


V
Elaborar proposta de solução para o problema abordado, respeitando os valores humanos e considerando a diversidade sociocultural.
0. Não elabora proposta de intervenção.
1. Elabora proposta de intervenção tangencial ao tema ou a deixa subentendida no texto.
2. Elabora proposta de intervenção de forma precária ou relacionada ao tema mas não articulada com a discussão desenvolvida no texto.
3. Elabora proposta de intervenção relacionada ao tema mas pouco articulada à discussão desenvolvida no texto.
4. Elabora proposta de intervenção relacionada ao tema e bem articulada à discussão desenvolvida no texto.
5. Elabora proposta de intervenção relacionada ao tema e bem articulada à discussão desenvolvida em seu texto, com detalhamento.
Aspectos considerados na avaliação de cada competência


Comp. Ia)  Adequação ao registro
•   Grau de formalidade
•   Variedade linguística adequada ao tipo de texto e à situação de
interlocução.
b) Norma gramatical
•  Sintaxe de concordância, regência e colocação
•  Pontuação
•  Flexão
c) Convenções da escrita
•  Escrita das palavras (ortografia, acentuação)
•  Maiúsculas/minúsculas
Comp. IIa) Tema
•  Compreensão da proposta
•  Desenvolvimento do tema a partir de um projeto de texto.
b) Estrutura
•   Encadeamento das partes do texto
•   Progressão temática
 
Comp. IIIa) Coerência textual (organização do texto quanto à sua lógica in- terna e externa)b) Argumentatividadec)  Indícios de autoria
•  Presença de marcas pessoais manifestas no desenvolvimento temático e na organização textual.
Comp. IVa)  Coesão lexical
•  Adequação no uso de recursos lexicais, tais como: sinônimos, hiperônimos, repetição, reiteração etc.
b) Coesão gramatical

• Adequação no emprego de conectivos, tempos verbais, pontuação, sequência temporal, relações anafóricas, conectores intervocabulares, interparágrafos etc.
 
Comp. VCidadania ativa com proposta solidária, compartilhada e inovadora.  
NOTA: 720 Pontos em 1000 possíveis

___________________________________________________________



Leia o Regulamento do Fórum e evite penalizações.
Conheça os integrantes do Clube e trabalhe conosco.
Aprenda a utilizar o fórum. Veja as instruções da FAQ.




avatar
Juliana Gavassi
Corretora (Diretora) do Clube
Corretora (Diretora) do Clube

Mensagens : 656
Data de inscrição : 09/05/2014
Idade : 26

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum